PHOLE_

triciclo / phole / out 2020

a Salto

Há muitos anos (pelos menos 7)  na bruma da serra nasce o tocador do Phole. Quando os pássaros não bastam para colmatar o vazio sonoro e as árvores já não trauteiam canções orgânicas, os caminhos já não nos levam onde queremos ir.Na senda da descoberta infinita da regra desarticulada, do meandro absoluto do desapego sensível, encontra-se a forma abstrata de transformar reações cognitivas em padrões e reações sonoras.

Se outrora o medo de se perder a “forma/fôrma” ocupou a consciência dos ouvidos plurais, interessa agora tornar o objecto num respeitado instrumento de reprodução sonora. Transformar as sequências sonoras em vivências: reacções e acções.